segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O que é Coleta Seletiva?

Coleta Seletiva é um sistema de recolhimento de materiais recicláveis previamente separados na fonte geradora.

Para iniciar um processo de coleta seletiva é preciso avaliar, quantitativamente e qualitativamente, o perfil dos resíduos sólidos gerados em determinado município, a fim de estruturar melhor o processo de coleta.
As principais formas de coleta seletiva são:

Porta a Porta – Veículos coletores percorrem as residências em dias e horários específicos que não coincidam com a coleta normal de lixo. Os moradores colocam os recicláveis nas calçadas, acondicionados em contêineres distintos;
PEV – (Postos de Entrega Voluntária) Utiliza contêineres ou pequenos depósitos, colocados em pontos físicos no município, onde o cidadão, espontaneamente, deposita os recicláveis;
Postos de Troca – Troca do material a ser reciclado por algum bem.

A Coleta Seletiva evita a contaminação dos materiais reaproveitáveis, aumentando o valor agregado destes e diminuindo os custos da reciclagem. Do ponto de vista financeiro, a coleta seletiva de lixo pode trazer benefícios sociais (geração de empregos), benefícios econômicos (redução do custo de transporte e disposição), além de receita (resultado da venda do material coletado).
Para redução de custos podem ser feitas algumas ações como:

Aprimorar sua divulgação;
Contar com o apoio efetivo da população:
Promover iniciativas espontâneas em associações de bairro, grupos ecológicos, etc;
Fazer estoque para épocas altas de preço;
Usar tecnologia adequada ao tamanho da cidade e ao volume de lixo.

A comercialização de recicláveis, também pode ser facilitada por meio de algumas ações:
Planejar todo o sistema;
Conhecer o Perfil qualitativo e quantitativo do lixo;
Estimar custos;
Pesquisar mercado;
Auxiliar na gestão técnica e administrativa;
Acompanhar receita/despesa obtida

Catadores
A reciclagem no Brasil é promovida, principalmente, pela coleta informal de materiais encontrados nas ruas e lixões pelos Catadores.
Estima-se que hoje no Brasil, nós temos cerca de 200 mil catadores. Estes trabalhadores têm uma renda, em média, de mais de um salário mínimo. Eles coletam recicláveis antes do caminhão da prefeitura passar, reduzindo assim, os gastos com a limpeza pública. Os materiais coletados são encaminhados para a indústria recicladora, gerando emprego e renda.


Catadores no Lixão
A catação em lixões é uma atividade que deve ser extinta por submeter os catadores a condições sub humanas de trabalho.

Cooperativas
As cooperativas de Catadores formalizam a atividade de catação, proporcionando condições adequadas de trabalho e apoio educacional aos trabalhadores.